O que procura?

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Molinésia

Filo: Chordata
Superclasse: Pisces
Classe: Osteichthyes
Ordem: Atheriniformes
Família: Poeciliidae
Sub-família: Poeciliinae
Comprimento: média de 12cm.

O Molinésia é um peixe onívoro, o seja comem de tudo, pequeno, e totalmente preto, cujas espécies são todas originárias da região que se estende do México à Colômbia.
A fêmea da molinésia é vivípara, isto é, os alevinos (filhotes) nascem diretamente do corpo materno.
O macho possui gonopódio - barbatana anal transformada em órgão reprodutor - com a qual fecunda os óvulos no interior da fêmea. Outra característica do macho é a barbatana dorsal bem desenvolvida; quando esta barbatana é muito grande, o exemplar é considerado um macho "perfeito".
O nascimento prematuro na molinésia é mais comum que entre outros vivíparos. Quando ocorre os alevinos nascem com uma saliência vermelha sobre o estômago; é o saco vitelino ainda não totalmente absorvido.
Existe uma espécie de molinésia preta, cujos alevinos podem nascer pretos ou cinzentos. Outra espécie, a Poecilia formosa, composta apenas por fêmeas, reproduz quando é fecundada por espermatozóides de machos de outras espécies. Mas estes só estimulam os óvulos, não se fundem com eles, e, assim, os alevinos que nascem são sempre iguais as mães.
Esse tipo de reprodução é chamado de "ginogênese".
Existem uma imensa variedade genética de molinésias, com várias cores e características diferentes.


2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Uma correção,as molinésias são ovovivíparas, isto é, os filhotes saem dos ovos dentro da mãe e nascem, e nos vivíparos, como nos casos de alguns tubarões os filhotes são gerados dentro da mãe e ficam ligados pela mãe por uma espécie de cordão umbilical até nascerem.

    ResponderExcluir